UBUNTU

The next version of Ubuntu is coming soon

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Aposente os capilares de TLC!

Quem nunca teve problemas com capilares para TLC? Bem se você nunca teve sorte sua... Frequentemente tenho problemas com os benditos capilares, quer seja pela demora do vidreiro em fazê-los, quer seja pera péssima qualidade dos capilares. TLC é umas das técnicas mas utilizadas em síntese orgânica, devido sua simplicidade e rapidez no resultado, contudo quando de 100 capilares se aproveitam apenas 20 a rapidez eficiência do processo fica prejudicada.
Para os que já se irritaram com capilares ruins (ou com a falta deles) vai uma dica sensacional dada pelo meu amigo, professor Arthur Kumerle (IQ-UFRRJ).
trata-se de ma gambiarra bastante eficiente que substitui de vez os benditos capilares.
Do que você precisará:
1 ponteira de micropipeta de 25 microlitros
1 palito de pirulito.
  Encaixe o palito na ponteira, e pronto um super aplicador de amostra está pronto!
Em seguida aplique como se estivesse usando um capilar normal, com a vantagem de que todos os spots sairão uniformes, nuca quebrará e furará seu olho ou nunca espetará seu dedo!
Segue um vídeo ilustrativo!
video
Para limpeza da gambiarra eu utilizo diclorometano, mas acetona ou etanol de lavagem também funcionam bem!
Testem e deixem sua opinião. Aqui no Lab as opiniões estão divididas mas a gambiarra é preferência!

Em tempo: Na falta de ponteiras de 25 microlitros as de 50 também funcionam bem, e na falta de palito de pirulito, qualquer outra haste semelhante também serve!

Poste relacionado: TLC 2D

6 comentários:

  1. Gostei da gambiarra, não vejo a hora de poder usar! Só falta uma coisa: conseguir usar a gambiarra (ou algo semelhante que também não use capilar) em reações sob atmosfera inerte. Tudo bem que até pode tirar uma alíquota com uma agulha/seringa e, em seguida, usar a ponteira, mas com o capilar a quantidade retirada é miníma. Na minha opinião, só falta isso para ficar perfeito! Cansei de passar nervoso com capilar.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns ao autor da idéia. não vejo a hora de colocar em prática.
    Parabéns pelo blog, o descobri hoje e vou acompanhar.
    Ah, e feliz dia do farmacêutico companheiro.

    ResponderExcluir
  3. Desculpem a ignorância, não sou químico nem farmacêutico, mas, realizo pesquisas com produtos naturais, e fiquei com uma dúvida: o material da ponteira não é de plástico? Desta forma, não corremos o risco de extrair plastificantes com a utilização de solventes orgânicos, como AcoET, por exemplo? Não é frescura, é dúvida mesmo.

    Abraço

    Edson Ribeiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Edson, não é frescura não! mas caso traços destas substâncias plastificantes forem para a TLC não influenciarão na análise! TLC não é sensível o bastante para detectar traços destas substâncias.
      Espero ter esclarecido sua dúvida.

      Excluir
  4. No caso do plástico ser um problema arrume um maçarico e puxe uma pipeta pasteur. Não é tão difícil e rende bastante capilar.

    ResponderExcluir
  5. Eu utilizo pipetas Pasteur, aqueço com um maçarico e estico, rende muitos capilares, é rápido e posso fazer da espessura e comprimento que necessito. O uso de ponteira parece interessante e certamente uma alternativa, mas no caso de usar certos solventes pode sim promover dissolução da ponteira e contaminação da aplicação.

    ResponderExcluir